Britânica morre depois de ser liberada do hospital por estar ‘fingindo doença’

Maggie sofreu um derrame Foto: Reprodução / Mirror

Philip Maddox, 58 anos, está processando o Darent Valley Hospital, na cidade de Datford, Inglaterra, pela morte da mulher. Segundo o jornal “Mirror”, Maggie foi ao hospital duas vezes, até que os médicos descobrissem o que ela tinha. Como não identificaram nada de errado nas primeiras vezes, a enviaram para casa.

- Na segunda vez que eu a levei ao hospital, 10 dias depois da primeira, os médicos disseram que o problema dela era psicológico. Eles disseram que ela estava tentando convencer a si mesma de que estava doente - contou o viúvo

Segundo Philip, Maggie não queria deixar o hospital quando foi liberada. Mas os médicos disseram que se ela não saísse, chamariam a segurança para expulsá-la. Horas depois a mulher se sentiu ainda pior em casa e voltou para a emergência. Só então descobriram que ela havia sofrido um derrame.

O hospital declarou que Maggie morreu de causas naturais. Segundo o laudo do legista, Maggie teria morrido mesmo se atendida de maneira adequada.

“Estamos completamente satisfeitos com os nossos médicos que trataram Maggie de maneira apropriada e fizeram todos os testes e investigações necessárias”, declarou o hospital em nota.

Visitantes online

Bandeirinhas do Inusitados

free counters

  © Notícias Inusitadas - Todos os direitos reservados.

Template by Dicas Blogger | Topo